• atendimento@hildacamelo.com.br
  • 11 3501-1878 | 11 99454-7873 | 11 97658-9700 | 11 97568-5347 |

Blog

Dicas da Hilda Camelo

Tapete antialérgico: vale a pena ter um?

Quem sofre com alergia respiratória sabe que qualquer medida que alivie as crises é bem-vinda. Por isso, optar por artigos na decoração que não provoquem reações alérgicas, como o tapete antialérgico, por exemplo, ajuda muito no dia a dia.

Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), 40 milhões de brasileiros sofrem com rinite alérgica. É muita gente!

Se você faz parte dessa estatística, confira hoje se vale a pena mesmo ter um tapete antialérgico e quais medidas você pode tomar para aliviar os sintomas.

Os tapetes costumam ser os vilões dentro da casa de um alérgico. Isso porque as cerdas fazem com que a poeira se acumule. A cada passo que você dá no tapete, a sujeira se levanta e aí já era: espirros, coceiras, narizes inchados.

Quanto maior o pelo (ou cerda) do tapete, mais ele acumulará poeira. Mais do que apenas ser um depósito de sujeira, os tapetes acumulam ácaros, que são os microrganismos que causam a maior parte das alergias respiratórias.